Este artigo, antes de se apresentar como um instrumento em defesa do evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, chama à atenção do leitor, para que esses escritos sejam visto como uma pretensiosa crítica ao livro espírita de Chico Xavier, ou seja, ao romance: Há 2000 anos atrás, obra literária espírita reconhecida pelo Espiritismo como uma das quase quatrocentas obras escritas por Chico Xavier e narradas pelo seu suposto guia espiritual Emanuel. Mais

Anúncios